Valeriana: para que serve, como usar e efeitos colaterais.

A valeriana é uma planta medicinal da espécie Valeriana officinalis, também conhecida como valeriana-das-boticas ou valeriana selvagem, rica em ácidos valerênico e isovalérico com propriedades calmantes, sedativas e relaxantes, sendo muito utilizada para tratar vários problemas de saúde, especialmente insônia, ansiedade e estresse.

A parte normalmente utilizada da valeriana é a raiz, que pode ser usada na forma de chá ou cápsulas, e pode ser encontrada em ervanários, lojas de produtos naturais, farmácias de manipulação, mercados e algumas feiras livres. 

A valeriana deve ser usada sempre com orientação de um médico ou outro profissional de saúde que tenha experiência com o uso de plantas medicinais, já que quando consumida em excesso pode causar dor de cabeça, dor de estômago e até irritabilidade, além de não ser recomendada para mulheres grávidas ou que estejam amamentando. 

Valeriana: para que serve, como usar e efeitos colaterais

Para que serve

A valeriana possui várias propriedades medicinais que podem ser usadas para: 

1. Combater a insônia 

A valeriana possui compostos sesquiterpênicos na sua composição, como os ácidos valerênico e isovalérico, que tem propriedades calmantes e sedativas com ação tranquilizante, o que pode ser útil para combater a insônia e melhorar a qualidade do sono. 

Além disso, alguns estudos mostram que tomar o chá de valeriana em combinação com a erva-cidreira pode ajudar a aliviar a inquietação e os distúrbios do sono.

2. Reduzir a ansiedade e o estresse

Os ácidos valerênico e isovalérico presentes na valeriana aumentam a atividade de neurotransmissores no cérebro, como o GABA, que age aumentando a sensação de relaxamento do corpo e diminuindo os sintomas de ansiedade e estresse como agitação, nervosismo, cansaço mental ou dificuldade de concentração.

Além disso, alguns estudos mostram que, por reduzir a ansiedade, a valeriana pode auxiliar no tratamento de doenças como transtorno de ansiedade generalizada ou transtorno obsessivo compulsivo (TOC).

3. Aliviar os sintomas da TPM

Por possuir compostos sesquiterpênicos na sua composição como os ácidos valerênico e isovalérico, a valeriana ajuda a aliviar os sintomas da TPM por aumentar a atividade do neurotransmissor GABA no cérebro que tem ação sedativa e tranquilizante, ajudando a melhorar o estado de mal humor, nervosismo e ansiedade, associados à TPM. Confira outras formas de aliviar os sintomas da TPM.  

4. Diminuir os sintomas da menopausa

A valeriana pode ser usada para diminuir os sintomas da menopausa como irritabilidade ou nervosismo, pois possui flavonóides na sua composição como hesperidina e linarina, que ajudam a combater as ondas de calor e suor excessivo, comuns na menopausa.

Além disso, a valeriana age como um calmante natural, regulando os níveis de GABA no cérebro, melhorando o humor, aumentando a sensação de bem-estar, melhorando a qualidade do sono e diminuindo a insônia.

5. Aliviar as cólicas menstruais

A valeriana possui na sua composição ácidos com propriedades anti-espasmódicas e anti-inflamatórias, diminuindo a contração do útero e inibindo a produção de substâncias inflamatórias, principalmente as prostaglandinas, e por isso ajuda a aliviar as cólicas menstruais.

6. Controlar o déficit de atenção e hiperatividade

Alguns estudos mostram que a valeriana, principalmente quando utilizada em combinação com a erva cidreira, ajuda a controlar o transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) em crianças, reduzindo os sintomas desse transtorno, como impulsividade, agitação e agressividade, e ajudando a melhorar a atenção, o foco e a conclusão de tarefas.

Como usar

A parte normalmente utilizada da valeriana é a raiz de onde são extraídas suas substâncias ativas e pode ser consumida na forma de chá ou cápsulas.

As principais formas de usar a valeriana são:

1. Chá de valeriana

Valeriana: para que serve, como usar e efeitos colaterais

Para fazer o chá de valeriana é aconselhado usar somente as suas raízes secas, pois é a parte da planta que contém todas as propriedades benéficas para a saúde.

Ingredientes

  • 1 colher (de sopa) de raiz seca de valeriana;
  • 300 mL de água fervente.

Modo de preparo

Adicionar a raiz seca de valeriana na água fervente, tampar e deixar repousar por 10 a 15 minutos. A seguir, coar e beber 30 a 45 minutos antes de deitar.

Este chá não deve ser ingerido por grávidas, nem crianças com menos de 3 anos. Também não se deve exceder o consumo de 2 xícaras de chá por dia, pois pode provocar o efeito contrário, causando agitação e insônia.

2. Cápsulas de valeriana

Valeriana: para que serve, como usar e efeitos colaterais

As cápsulas de valeriana devem ser tomadas por via oral, sem partir, sem mastigar e tomadas com 1 copo de água.

As doses de valeriana em cápsulas variam de acordo com a indicação, e incluem:

  • Insônia: a dose recomendada é de 1 cápsula de 450 mg, 1 vez ao dia, de preferência 30 minutos antes de deitar. Os efeitos do tratamento se mostram mais eficazes após a terceira semana de uso;
  • Estresse e ansiedade: a dose recomendada é de 1 cápsula de 100 mg, 3 vezes ao dia, sempre acompanhada de uma refeição;
  • Sintomas da menopausa: a dose recomendada é de 1 cápsula de 100mg, 3 vezes ao dia. Os efeitos do tratamento se mostram mais eficazes por volta de 8 semanas de uso;
  • Cólicas menstruais: a dose recomendada é de 1 cápsula de 100mg, 3 vezes ao dia. A redução na dor se nota a partir do segundo ciclo menstrual.

A duração do tratamento com valeriana deve ser sempre feita de acordo com a orientação médica.

Possíveis efeitos colaterais

A valeriana é uma planta segura para a maioria dos adultos, quando consumida nas doses recomendadas e por curto período de tempo. No entanto, quando consumida em quantidade excessiva, pode causar alguns efeitos colaterais que incluem dor de cabeça, dor de estômago, irritabilidade, agitação ou insônia.

Durante o tratamento com a valeriana, devido aos seus efeitos sedativos e tranquilizantes, deve-se ter precaução e evitar atividades como dirigir, utilizar máquinas pesadas ou realizar atividades perigosas. Além disso, o uso de álcool pode aumentar os efeitos de sonolência e tontura, e por isso, é importante evitar o consumo de bebidas alcoólicas.

O uso da valeriana deve ser interrompido 2 semanas antes de qualquer cirurgia, pois tem efeito de sedação no cérebro e pode interferir na ação dos anestésicos.

Quem não deve usar

A valeriana não deve ser usada por crianças com menos de 3 anos, mulheres grávidas ou em amamentação. 

Além disso, a valeriana também não deve ser usada por pessoas que utilizam remédios para ansiedade, depressão ou que tomam analgésicos como codeína, morfina ou tramadol, relaxantes musculares como a ciclobenzaprina, ou anticonvulsivantes como fenobarbital ou pentobarbital, por exemplo. 

FONTE:

Link Fonte
Autor:
Dominio fonte: www.tuasaude.com
Data – 2021-10-14 12:25:10

[BL]games, PS2, PS3, Nintendo, Wii, iPod[/BL]

Compare Preços de: games, PS2, PS3, Nintendo, Wii, iPod no Buscapé.

Compartilhar