Sabor de Infância proibido para menores!

 

Se você é menor de 18 anos este tema não é para você certamente. A lei 13.106/15, criminaliza a venda de bebida alcoólica para crianças e adolescentes.

E nós aqui do Nada pra Fazer não iremos contrariar a lei.

Pule pra outra matéria!  

    A explosão das vodcas saborizadas no Brasil!       

O nicho de bebida barata e irreverente começou a ganhar forma em 2016, quando as cervejas passaram a disputar espaço com as catuabas e as vodcas saborizadas no Carnaval e em festas universitárias. Geralmente comercializadas em garrafas PET, as bebidas populares são mais alcoólicas que a cerveja e geralmente combinam açúcar e xaropes à base de frutas.

O gosto adocicado fez com que quebrassem a resistência de quem torcia o nariz para cachaça e o uísque. O compartilhamento de experiências e a fidelidade aos produtos fizeram com que o ramo se consolidasse espontaneamente entre os jovens, principalmente nas redes sociais.

São bebidas que conseguiram romper uma barreira importante: a renda. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), os brasileiros bebem muito menos que os cidadãos de países desenvolvidos – como Estados Unidos, França e Alemanha. O consumo de bebidas alcoólicas está diretamente ligado à renda per capita de cada país. Quanto mais dinheiro, mais consumo. Por isso, historicamente, cerveja e cachaça foram tidos como bebidas das classes C e D no Brasil.

Especialistas em comportamento jovem asseguram que os millennials querem consumir experiências — como festas e viagens. Com um maior investimento voltado para a experiência — gastos com ingresso, locomoção, etc — o jovem começou a ter que fazer escolhas. E uma escolha foi, de fato, optar por bebidas mais acessíveis.

Próximo a Curitiba encontramos a Indústria de Bebidas Passaúna, especializada na fabricação de bebidas alcoólicas com classificação “quente”. A empresa, inicialmente instalada próxima a represa com mesmo nome conta com ampla variedade de bebidas para todos os bolsos e gostos. Com o crescimento do consumo e a inserção de novos produtos em seu catálogo surgiu a necessidade de uma instalação mais ampla e a indústria então migrou para a região de Campo Largo.

As vodcas saborizadas caíram no gosto de jovens e adultos de todas as classes sociais.

Com 35 anos de existência a empresa deslanchou com drinks que conquistariam o paladar dos mais jovens. Hoje seus carros chefe- a Kolima Fun e a Koliminha (versão barril) feitas com vodca- contam com mais de dez sabores: limão, maracujá, maçã verde, frutas vermelhas, blueberry, kiwi, pêssego, frutas roxas, citrus, tutti-frutti, menta e canela (e a indústria anuncia que em breve expandirá ainda mais as opções).

Temos uma equipe de supervisão e representação comercial, equipe de marketing e mídia que com ações e degustações vem promovendo nossos produtos em eventos e festas. A equipe é treinada especificamente para esse tipo de interação com público jovem e consumidores” afirma Adriana Margulski, diretora de marketing.

A marca ainda conta com uma linha licorosa cremosa (destaque para a versão Afrika), vodca, conhaque, aperitivos e vinhos compostos (a famosa catuaba está entre eles).

 

Acessível ou não uma coisa é fato: Kolima é sucesso absoluto para quem quer sair do tradicional !

Nota da editora: bebam com moderação!

 

35 anos de tradição na fabricação de bebidas “quentes”.
Serviço: Bebidas Passaúna

http://bebidaspassauna.com.br/

Rua Pedro Seguro,251 Botiatuvinha Campo Largo-PR

Departamento Comercial- (41) 3292-6836    bebidasathenas@yahoo.com.br

Departamento Marketing- Adriana Margulski

( 41) 99551-8611 / (41) 98769-1208

 

Facebook https://web.facebook.com/BebidasPassauna

Instagram @bebidaspassauna