Projeto que pretende ampliar o número de colégios cívico-militares volta à pauta da Alep na quarta-feira (13)


colegio-da-pm-militar
Foto: divulgação/Colégio da Polícia Militar

Os deputados devem voltar a discutir na quarta-feira (13) em regime extraordinário, em pleno recesso parlamentar, o projeto que pretende ampliar o programa que transforma colégios estaduais em cívico militares no Paraná. Hoje (segunda-feira (11) os deputados se reuniram em primeira discussão atendendo pedido do governador Ratinho Junior (PSD).

Conforme a proposta, de autoria do Executivo, escolas instaladas em municípios com menos de dez mil habitantes estariam aptas a participarem do programa. Também autoriza que militares com menos de dez anos de trabalho passem a atuar nas escolas militarizadas. O texto apresentado pelo Executivo propôs ainda que, depois de selecionadas para o programa, as escolas não poderão mais ofertar ensino integral, ensino técnico, noturno ou ser Ceebja.

Em setembro do ano passado, os deputados aprovaram o projeto do governo que criou 215 colégios cívico-militares. Em novembro, após a sanção da lei, o governo promoveu uma consulta pública em 216 escolas. Do total de instituições em que a consulta ocorreu, 186 colégios aprovaram o novo modelo, 25 optaram por manter o modelo tradicional e em cinco escolas o quórum absoluto (mais da metade do total) não foi alcançado. Foram mais de 74 mil participantes nas comunidades escolares.

Segundo o Governo Estadual, as mudanças na lei das escolas cívico-militares têm a intenção de promover melhorias para todas as instituições de ensino interessadas e que beneficiem-se do modelo de ensino.

Reportagem: Leonardo Gomes



Source link

FONTE:

Link Fonte
Autor: Band News Curitiba – 96,3 FM
Dominio fonte: bandnewsfmcuritiba.com
2021-01-11 17:44:44
Data – 2021-01-11 17:44:44