Preços do petróleo tocam máxima de 11 meses após queda em estoques dos EUA

Preços do petróleo tocam máxima de 11 meses após queda em estoques dos EUA.



Por Shadia Nasralla

LONDRES (Reuters) – Os preços do petróleo atingiram máximas de 11 meses nesta quarta-feira, impulsionados por uma redução nos estoques da commodity e de gasolina nos Estados Unidos, que geraram esperanças de recuperação na demanda em momento em que a Opep+ projeta que o mercado entrará em déficit em 2021.

O petróleo Brent subia 0,43 dólar, ou 0,75%, a 57,89 dólares por barril, às 8:17 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos avançava 0,28 dólar, ou 0,51%, a 55,04 dólares por barril.

O Brent chegou a tocar 58,13 dólares por barril, maior nível desde o final de fevereiro de 2020.

O contrato ainda alcançou um nível de “backwardation”, quando o petróleo para entrega próxima é mais caro que em vendas para entregas mais no futuro, perto de máxima de um ano, a mais de 2 dólares, o que indica expectativas de uma oferta mais apertada.

O mercado também era impulsionado por notícias de que os Democratas no Congresso dos Estados Unidos deram os primeiros passos para avançar em uma proposta do presidente Joe Biden para um plano de 1,9 trilhão de dólares em auxílios devido ao coronavírus, com apoio republicano.

Além disso, a associação setorial APi disse que os estoques de petróleo nos EUA caíram em 4,3 milhões de barris na semana encerrada em 29 de janeiro. Os estoques de gasolina tiveram recuo de 240 mil barris, contra expectativa de analistas de alta de 1,1 milhão.

FONTE:

Link Fonte
Autor: Reuters
Dominio fonte: ricmais.com.br
Data – 2021-02-03 08:18:27