Pênfigo vulgar: o que é, sintomas, causas e tratamento.

O pênfigo vulgar é uma doença autoimune rara em que o sistema imunológico produz anticorpos que atacam e destroem as células da pele e das mucosas como boca, nariz, garganta, órgãos genitais ou esôfago, formando bolhas ou feridas que causam sensação de ardor, queimação e dor, sendo mais comum em adultos e pessoas mais velhas, apesar de poder acontecer em qualquer idade. 

Essa doença é o tipo mais comum de pênfigo, que se diferencia apenas pelo local do corpo onde as bolhas se formam. Além disso, também existe um outro tipo de pênfigo vulgar, chamado pênfigo vegetante, em que ocorre formação de bolhas ou feridas espessas semelhantes a verrugas em áreas do corpo com dobras como virilha ou axilas, por exemplo. Veja como identificar os diferentes tipos de pênfigo.  

Os sintomas do pênfigo vulgar podem ser confundidos com os de outras doenças de pele, como penfigóide bolhoso, lúpus eritematoso ou doença de Hailey-Hailey, por exemplo. Por isso, é importante que o dermatologista ou clínico geral seja consultado para que possa ser confirmado o diagnóstico e, assim, iniciar o tratamento mais adequado.

Pênfigo vulgar: o que é, sintomas, causas e tratamento

Principais sintomas

Os principais sintomas do pênfigo vulgar são formação de bolhas ou feridas que, geralmente, começam na boca ou na garganta e muitas vezes são confundidas com aftas, mas que em seguida podem surgir na pele e nas mucosas como nariz, olhos, órgãos genitais, ânus ou esôfago.

Essas bolhas são extremamente dolorosas e podem formar crostas, mas não coçam.  Quando aparecem na boca ou na garganta, as bolhas normalmente dificultam a ingestão de alimentação e podem causar desnutrição.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico do pênfigo vulgar é feito por um clínico geral ou dermatologista através da avaliação das bolhas ou feridas, buscando um sinal que indica que a pessoa tem o pênfigo vulgar, chamado de sinal de Nikolsky, que se caracteriza por a pele se soltar facilmente quando a superfície da bolha ou da ferida é limpa com um cotonete ou com o dedo.

Além disso, o médico pode solicitar a realização de exames de sangue e biópsia da bolha ou ferida, que é feita através da retirada de um pequeno pedaço do tecido da pele ou da mucosa para análise no microscópio, de forma a procurar anticorpos anormais que permitem confirmar o diagnóstico do pênfigo vulgar.

Quando a pessoa apresenta desconforto na garganta, o médico também pode indicar a realização de endoscopia para confirmar a presença de alterações provocadas pelo pênfigo vulgar.

Possíveis causas

O pênfigo vulgar é uma doença autoimune, o que significa que o sistema imunológico reage contra as próprias células da pele ou da mucosa, atacando e destruindo estas células como se fossem estranhas ao organismo, o que leva ao aparecimento de bolhas e feridas. Embora não sejam conhecidos os fatores que levam a essa alteração, alguns remédios para pressão, como inibidores da enzima conversora de angiotensina, ou penicilinas, podem favorecer a produção de auto-anticorpos que atacam as células da pele, levando ao desenvolvimento do pênfigo vulgar.

Essa doença não é contagiosa, pois não é causada por nenhum vírus ou bactéria. No entanto, as feridas ou as bolhas podem ficar infectadas, e neste caso é possível transmitir essas bactérias para outra pessoa que entre em contacto direto com as feridas, podendo levar ao surgimento de uma irritação na pele.

Como é feito o tratamento

O tratamento do pênfigo vulgar é feito para controlar os sintomas, reduzir a formação de bolhas e feridas, e evitar complicações como desnutrição ou infecções generalizadas. 

Os medicamentos que o médico pode indicar são:

  • Corticóides, como prednisona ou prednisolona: reduzem a inflamação e diminuem a ação do sistema imunológico, sendo usados no tratamento inicial e em casos leves;
  • Imunossupressores, como azatioprina, micofenolato mofetil, metotrexato ou ciclofosfamida: ajudam a evitar que o sistema imunológico ataque o as células da pele ou da mucosa, e sendo usados nos casos em que os corticóides não apresentam melhora dos sintomas ou nos casos moderados a graves;
  • Anticorpos monoclonais, como o rituximabe: agem controlando a imunidade e diminuindo os efeitos do sistema imunológico no organismo, sendo usados junto com os corticóides ou imunossupressores para o tratamento inicial em casos moderados ou graves.

Além disso, o médico pode indicar outros remédios como analgésicos para reduzir a dor, antibióticos, antivirais ou antifúngicos  para combater infecções ou pastilhas anestésicas para a boca.

Se o uso de algum medicamento foi a causa do aparecimento das bolhas, interromper o uso do remédio pode ser o suficiente para tratar o pênfigo vulgar.

Já nos casos de desnutrição causada pela má alimentação por causa das bolhas e feridas na boca ou garganta, pode ser necessária internamento hospitalar e tratamento com soro e alimentação parenteral, que é dada diretamente na veia, até que a pessoa esteja recuperada. 

Em casos mais graves, o médico também pode ainda recomendar o tratamento com plasmaférese, que consiste na filtração do sangue com o objetivo de remover os anticorpos que atacam a pele ou as mucosas. Saiba como é feita a plasmaférese.  

Cuidados durante o tratamento

Alguns cuidados são importantes durante o tratamento para ajudar a recuperar mais rápido ou para aliviar os sintomas:

  • Cuidar das feridas conforme orientação do médico ou do enfermeiro;
  • Usar sabonete neutro lavar o corpo de forma suave;
  • Evitar exposição ao sol, pois a radiação ultravioleta pode causar aparecimento de novas bolhas na pele;
  • Evitar alimentos apimentados ou ácidos que podem irritar as bolhas na boca;
  • Evitar atividades físicas que possam machucar a pele, como esportes de contato.

No caso do pênfigo vulgar ocasionar bolhas na boca que impeçam a pessoa de escovar os dentes ou passar fio dental, pode ser necessário um tratamento especial para prevenir doenças da gengiva ou cáries. Por isso, é importante consultar um dentista para que seja orientado como fazer a higiene bucal, de acordo com a gravidade de cada caso.

Possíveis complicações

As principais complicações que o pênfigo vulgar pode causar são infecções na bolha ou na ferida, que pode se espalhar para a corrente sanguínea e causar infecção generalizada, desidratação, desnutrição ou aparecimento de efeitos colaterais do tratamento como inchaço, catarata, diabetes ou osteoporose, por exemplo.

FONTE:

Link Fonte
Autor:
Dominio fonte: www.tuasaude.com
Data – 2021-07-21 03:59:11

[BL]DVD, MP3, LCD, Plasma, HDTV, Home Theater [/BL]

Compare Preços de: DVD, MP3, LCD, Plasma, HDTV, Home Theater no Buscapé.

Compartilhar