Uma história impressionante cercada de coincidências marcou a vida de Jessica Share. A mulher e a namorada sonhavam com a maternidade e recorreram a um banco de doadores de material genético para realizarem o sonho. No ano de 2005 nasceu Alice, a primeira filha do casal. A menina foi gerada através de um procedimento de inseminação artificial.

À época, Jessica estava produzindo sua tese de doutorado em casal. Ela e a namorada resolveram que ela seria a primeira a engravidar. O casal foi até o banco de doadores, e escolheu as características do doador. Elas desejavam que ele possuísse cabelos ondulados e castanhos, tivesse estatura mediana e gostasse de esportes e literatura.

De acordo com o site UOL, o casal decidiu partir para outra gravidez. Como Alice nasceu com todas as características desejadas, Jessica e a companheira decidiram utilizar o material genético do mesmo doador. Um ano e meio após o nascimento de Alice, a esposa de Jessica deu à luz à outra filha do casal.

Quando a criança completou 3 anos de idade, a companheira de Jessica decidiu pedir o divórcio, e se mudou de casa com a filha mais nova. Após algum tempo, todo o contato com Share foi cortado. Aos 11 anos de idade, Alice passou a perguntar à mãe sobre as origens de seu pai biológico. A menina ganhou um kit de teste de DNA da avó e o resultado apontou que um homem chamado Aaron Long tinha 50% de chances de ser o seu pai.

Jessica entrou em contato com Aaron, que fez questão de conhecer a filha. Meses após, a menina viajou para a casa do pai biológico. Jessica viajou junto à filha e acabou se encantando por Aaron. “Ele é atencioso, persistente e estudioso. É apaixonado pelas palavras. É compreensivo, versado em histórias sobre pessoas e as coisas estranhas que elas às vezes fazem. Não se importa muito com o que é esperado dele”, disse Jessica, que engatou namoro com o pai de sua filha 12 anos após lhe dar à luz.

Aaron, Jessica e Alice passaram a morar juntos. O homem passou a receber visitas de alguns dos filhos que conseguiram localizá-lo. Aaron acredita que possa ter cerca de 67 filhos espalhados pelos Estados Unidos.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI



Source link

Compartilhar