Motorista de micro-ônibus que bateu em trem em Curitiba é indiciado por homicídio com dolo eventual


policia-civil-24
Foto: Fabio Dias/PCPR

A Polícia Civil do Paraná concluiu que o motorista do micro-ônibus que bateu em um trem e casou a morte de uma mulher não tinha a intenção de causar o acidente, mas assumiu o risco. Paulo Afonso Ramiro de França, de 33 anos, foi indiciado por homicídio com dolo eventual.

O caso aconteceu no dia 20 de outubro de 2020 e, após investigação, a Polícia entendeu que o motorista assumiu o risco ao atravessar a linha do trem, mesmo em condições de parar, conforme explica o delegado da Delegacia de Delitos de Trânsito, Edgar Santana.

O micro-ônibus, dirigido por Paulo França, transportava 15 funcionários de uma montadora de veículos, de São José dos Pinhais para Curitiba, quando, ao tentar atravessar a linha, foi atingido pelo trem. Depois da batida, ele foi em direção a uma casa, onde estavam quatro pessoas. A mulher que morreu no acidente, Sirlei Mendes dos Santos, tinha 41 anos e deixou o marido e uma filha de 20 anos.

Na época, Paulo conversou com a reportagem da BandNews FM e afirmou que não tinha a intenção de matar ninguém e que o trem estava com as luzes apagadas.

Em nota, a concessionária Rumo afirmou que, apesar de o maquinista ter acionado todos os procedimentos de segurança, não foi possível evitar a colisão. Disse, ainda, que lamenta a ocorrência. Agora que o inquérito policial foi concluído, o Poder Judiciário e o Ministério Público vão administrar o caso.

Reportagem Larissa Biscaia



Source link

FONTE:

Link Fonte
Autor: Band News Curitiba – 96,3 FM
Dominio fonte: bandnewsfmcuritiba.com
2021-01-14 11:04:31
Data – 2021-01-14 11:04:31