Do total, R$ 79 milhões recursos vinculados a programas e ações da Saúde, Educação e Assistência Social; R$ 21 milhões são recursos livres

                        <div class="single__image">
                                                                <img class="single__thumbnail" src="https://correiodoscampos.com.br/wp-content/uploads/2020/12/img-20201230-wa0025-840x472.jpg"/>

                            <p>
                                (Foto: Divulgação/PMPG)                             
                        </div>

                        <div>


        <a class="box__anchor external " href="https://acipg.org.br/magiadonatal/">
            <img class="box__img box__img--text" src="https://correiodoscampos.com.br/wp-content/uploads/2020/04/correio-dos-campos-300-x-250-gif-lojista.gif"/>
        </a>


                            COM ASSESSORIAS – A comissão de transição de governo concluiu esta semana o relatório final dos trabalhos, tendo como destaque a informação sobre as finanças do Município. Resultado de uma gestão fiscal eficiente, a nova administração municipal começará com R$ 100 milhões em caixa para dar continuidade às ações em andamento e início aos novos projetos. Desse total, R$ 79 milhões são recursos vinculados exclusivamente a programas e ações da Saúde, Educação e Assistência Social, e R$ 21 milhões são recursos livres.

“Com este recurso em caixa, a nova gestão pode iniciar sua administração com a garantia de ter os valores disponíveis para dar continuidade aos serviços e atendimentos da assistência social, saúde e educação. Ou seja, a gestão fiscal do recurso público realizada nos últimos anos vai permitir que a transição de governo ocorra sem qualquer impacto na população ou no funcionalismo público. Com esse recurso em caixa, os serviços terão andamento e não devemos ter dificuldade com o fechamento da folha de pagamento dos servidores em janeiro”, explica o secretário da Fazenda e presidente da comissão de transição, Cláudio Grokoviski.

Dos recursos vinculados à saúde, educação e assistência social, parte foi encaminhada ao Município neste final de ano, referente a sobras do Orçamento Geral da União (OGU) e repasses para o combate da pandemia do Covid-19. Desse montante, uma grande parcela já possui destinação, está em processo de licitação ou em fase de liquidação. Os recursos livres são oriundos de transferências constitucionais, como ICMS, FPM e outros, além do fechamento do Programa Extraordinário de Recuperação Fiscal (PERF), que garantiu a recuperação de R$ 16,5 milhões, e provisões orçamentárias que foram realizadas ao longo do ano.

“Esta foi a nossa programação financeira para o momento de transição: garantir que a nova gestão assumisse uma Prefeitura com suas finanças bem administradas, recursos em caixa, folha dos servidores sem atraso e dívidas parceladas em dia. Realizar a transição financeira com recursos em caixa, mesmo diante da queda de arrecadação por conta da pandemia, será muito importante para o início do próximo ano, onde o cenário econômico será ainda mais desafiador, com o impacto do pós-pandemia, e os desafios já conhecidos, como o pagamento dos precatórios e demais compromissos financeiros”, finaliza Grokoviski.

                    </div>

FONTE:

Link Fonte
Autor: Correio dos Campos
Dominio fonte: correiodoscampos.com.br
2020-12-30 15:52:39
Data – 2020-12-30 15:52:39

[BL]MP3, iPod, celulares, notebooks, cameras [/BL]

Compare Preços de: MP3, iPod, celulares, notebooks, cameras no Buscapé.

Compartilhar