Fonte do Conteúdo: Clique Aqui para acessar o site

A múmia, vista durante uma análise em 2015. Imagem: Cortesia do Warsaw Mummy Project

Um exame radiológico de uma múmia de 2 mil anos que, acreditava-se ser de um padre, mostrou que é, na verdade, os restos mortais preservados de uma mulher grávida.

Uma nova pesquisa no Journal of Archaeological Science documenta o “primeiro caso conhecido de um corpo embalsamado de uma grávida”, como os arqueólogos, liderados por Wojciech Ejsmond do Projeto Múmia de Varsóvia, escreveram em seu estudo.

Originalmente apelidado de “múmia de uma senhora”, o corpo envolto em linho foi doado à Universidade de Varsóvia em 1826. Durante a década de 1920, e novamente na década de 1960, os hieróglifos no caixão foram traduzidos para “Hor-Djehuty”, que corresponde ao…

Autor: George Dvorsky Data: 2021-05-03 16:24:47

———> LEIA MAIS > … Fonte do Conteúdo: Clique Aqui para acessar o site

Compartilhar