freepik

Muita calma nessa hora.

Calma? quem é que tem calma em meio à pandemia? Calma, no mundo onde tempo é dinheiro. Calma, no mundo onde não temos tempo, mas quando temos ficamos desesperados pois não sabemos o que fazer com ele. Não sabemos o que fazer em casa, com a família, não sabemos o que fazer, não sabemos!!!

Volto a dizer: Calma!

O mundo parou, mas parou para pensar! 

O que vale a pena? A vida? Então porque se esquecemos dela?

Em meio à uma crise, uma oportunidade.

A oportunidade é esta, alinhar e colocar a casa no seu devido lugar!

A casa lar, a casa prioridade, é tempo de reconciliação. Estamos no tempo onde os filhos vão olhar para seus pais, no tempo em que os pais vão olhar para seus filhos. Os maridos vão olhar para suas esposas, e as esposas olhar para seus maridos. É tempo de voltar-se para dentro, voltar para onde algo faz sentido. Voltar a pensar sobre a vida e não sobre a morte, é olhar com temor sobre situações que nem lembramos no dia-a-dia nessa busca sem fim em nossas vaidades. Tempo de amor, o amor que há muito se esfriou… tempo de limpeza, de fora para dentro e dentro para fora. É pensar em como somos pequenos, frágeis e mortais… nas mãos de um vírus que nem visível aos nossos olhos é, mas pode fechá-los para sempre.

Esse tempo também é um presente. É a chance de organizar a bagunça que está sendo prolongada há muito tempo, tempo de abrir as janelas, é tirar os entulhos, mandar embora o que precisa, deixar ir. O ar viciado precisa sair. Limpe aquele quarto, o armário, mude os quadros, decore com flor, com cor, com o coração.

Faça pão, faça bolo e brigadeiros. Leia um livro, invista num crescimento pessoal, estude sobre algum assunto, faça um curso online, assista bons filmes, séries, crie brincadeiras com seus filhos. Faça uma oração com sua família, ame eles nesse tempo por todos os outros. Aliviem seus corações. Fiquem em casa e tenham fé que mesmo no dia do caos, algo necessário e bom nos acontece. Fortaleçam as estruturas, a saúde e o coração. Não entrem em pânico, apenas cuidem… uns dos outros!

 

Compartilhar