Para começar a cozinhar, basta um pouco de afinidade com os alimentos e vontade de aprender

       Na última década, a relação das pessoas com a cozinha mudou muito. Cozinhar virou um grande assunto e ganhou espaço e destaque nas casas. Assim podemos observar pelos reality shows culinários, filmes, séries, podcasts e canais com conteúdo em diferentes formatos sobre comida. Mas, como e por onde começar a se aventurar neste mundo de transformar os alimentos em pratos saborosos? Antes de mais nada é importante gostar minimamente de cozinhar, se permitir errar e deixar a criatividade fluir

Para cozinhar comidas saborosas, não é preciso “gourmetizar” e o ideal é começar pelo básico do cotidiano. Um bom arroz e feijão, carnes temperadas, cozinhar um ovo e deixar no ponto ideal, aprender a descascar e cortar legumes, tudo isso vai dando autonomia e desenvoltura para o estreante na cozinha. “Começar pelo básico, tipos de cortes, tipos de caldos. Conhecendo a base primeiro, depois fica mais fácil tentar receitas novas. Iniciar por uma receita complexa ou que você não tenha base alguma para fazer, pode acabar frustrando e impedindo novas aventuras na cozinha. A dica de ouro é: vá por partes”, afirma Camile Fiuza, chef e nutricionista da Vapza Alimentos.

Quem cozinha em casa tem a chance de saber realmente o que está indo para o prato, a quantidade de sal, açúcares e gordura, pois é possível controlar os processos e dar vez aos alimentos de verdade, ingredientes naturais, temperos caseiros, legumes e hortaliças fresquinhas: “ter em casa ingredientes de qualidade e os que chamamos de “coringa” são essenciais na hora de preparar uma receita. Priorizar a qualidade dos alimentos faz a diferença no resultado final da receita”, explica Fiuza.

Explore os aromas e sabores

Na correria do dia a dia nem sempre é possível apreciar o que se ingere, mas para quem está no processo de começar a cozinhar ou para os que já conseguem dominar o fogão, é muito importante ser curioso. Conhecer temperos, cheirar, apreciar, ir atrás de novos ingredientes, pesquisar sobre determinada especiaria dará intimidade para o cozinheiro. “Quando for a um restaurante saboreie o prato, feche os olhos e tente descobrir o aroma, aguce o olfato e paladar, aos poucos isso vai dando segurança para a criação de receitas autorais, além disto, dá segurança na hora do apuro, caso falte algum tempero, você saberá certinho como substituir”, comenta Camile. Ervas frescas fazem a diferença, por que não investir em uma hortinha? Um pouco de manjericão, tomilho, alecrim, salsinha e cebolinha dão sabor e podem descomplicar uma receita.

As memórias afetivas também estão muito presentes no dia a dia de quem já cozinha, um cheiro, um sabor que remete a alguém ou algum lugar pode fazer a diferença. Tentar replicar a versão daquela receita que lembre da avó ou mãe pode motivar a disposição para colocar as mãos na massa.

Inspire-se

O caderno de receitas da família, um chef renomado ou alguém que você segue nas redes sociais, ter um ponto de referência na hora de cozinhar pode facilitar este processo. Inspirar-se em alguém faz com que se tenha motivos para seguir com o hábito de cozinhar e Camile explica que “ter um mentor, uma referência na hora de cozinhar hoje em dia fica muito fácil por causa da internet. Mas é importante escolher com atenção, pois essa opção vai ser bem importante para as suas criações e evolução na cozinha. Eu sugiro o canal da Paola Carosella e da Panelinha, pois ensinam a receita bem passo a passo e assim é fácil de acompanhar e entender”.

Utensílios indispensáveis na cozinha

A lista de utensílios culinários pode conter centenas ou milhares de apetrechos, mas para começar basta ter utensílios básicos e corretos, pois além de facilitar na execução das receitas, pode prevenir alguns acidentes indesejáveis. Podemos citar cinco deles: panelas, seja de teflon, ferro ou inox, frigideira, tábuas, facas, recipientes, medidores, espátulas e eletroportáteis com certeza farão a diferença na sua cozinha.

Agora que já é possível saber por onde começar, a sugestão é: arrisque e cozinhe para alguém, pode ser um verdadeiro presente para quem irá comer a sua comida, peça feedback, compartilhe sua aventura na cozinha. A nutricionista da Vapza, Camile Fiuza finaliza: “Não desista de uma receita até que ela fique perfeita e sempre se lembre de que os erros vão te fazer crescer e ir se aperfeiçoando”.

via assessoria




Source link

FONTE:

Link Fonte
Autor: Recomendadíssimo
Dominio fonte: www.imprensagourmet.com.br
2021-09-14 15:41:00
Data – 2021-09-14 15:41:00

[BL]DVD, MP3, LCD, Plasma, HDTV, Home Theater [/BL]

Compare Preços de: DVD, MP3, LCD, Plasma, HDTV, Home Theater no Buscapé.