Fotos: Willy Schumann/Imprensa Gourmet

Para muito além do ato de ir tomar café ou comprar pão, a ideia é criar experiências para os clientes. Pães de fermentação natural são a estrela da casa.


        Curitiba
está prestes a ganhar uma nova experiência. Com inauguração agendada para 21 de
outubro, a Brød Bakery, dos sócios Thaysa Kotinda, Ricardo Zilz, Marciele
Guimarães Fagundes e Fabio Mello Fagundes, tem inspiração nos países nórdicos,
do nome ao conceito. Em um espaço com grande salão e amplo estacionamento (86
vagas), com projeto assinado pelo escritório Fernando Henares Arquitetura e
execução da arquiteta Márcia Helena Guimarães, a Brød se faz entre muita
madeira, concreto, vidro e traços suaves, a apenas dois minutos do Parque
Barigui.

Além
dos pães especiais, o foco da Brød é também na experiência do cliente.
“Curitibano gosta mesmo é de sair para tomar café e comer”, diz Ricardo, chef
boulanger da panificadora, entusiasta e autodidata da fermentação natural, e
cujo currículo conta com cursos com Rogerio Shimura, da Levain Escola de
Panificação e Rene Seifert, da O Pão da Casa. Por isso, a ideia da Brød é
promover uma experiência que seja muito mais do que sair para comprar um pão.
“Queremos que a Brød seja um convite para vir tomar um café. Sábados e domingos
serão dias especialmente importantes para nós, perfeitos para quem desejar uma
experiência diferente aos finais de semana”, avalia ele. O espaço conta com pet
friendly externo.

Todo
o ambiente faz alusão às cafeterias do norte da Europa, de países como
Finlândia, Noruega e Suécia, dando ao cliente uma vista completa para fora e
também para todo o movimento de dentro. “Acredito que só o fato de estarmos
localizados perto do Parque Barigui já promove uma experiência diferente.
Também levamos em conta, durante a idealização do conceito, uma das
características marcantes do norte europeu, que é o alto consumo de café. Em
função disso, os espaços das cafeterias são muito mais bem utilizados, de forma
a fazer com que as pessoas aproveitem e realmente degustem aquele momento. Lá,
o ato de tomar café vai muito mais além. E foi essa lógica que ousamos trazer
para cá”, coloca Fábio.

Descomplicada,
a Brød convida o cliente a interagir com o espaço. Esses predicados também
estão expressos em toda a identidade visual e endossam a proposta cultural do
lugar. O cardápio, igualmente descomplicado, contará frequentemente com novos
produtos. Os pães (tradicionais e de fermentação natural), os grandes destaques
da Brød, serão produzidos diariamente na Santo Pane, também de propriedade dos
quatro sócios, que já dominam a região do Ecoville. “Lembro quando começamos a
produzir pão de fermentação natural. Foi um trabalho muito criterioso e a
aceitação do cliente também foi um processo mais demorado. Hoje, vendemos muito
mais o pão de fermentação natural do que o tradicional”, comenta Ricardo.

Siga-nos também no Instagram

Fermentação
natural especial

Um
dos diferenciais do pão de fermentação natural, já celebrado e feito na Santo
Pane com fermento de tradição familiar de mais de cem anos e que também estará
na Brød, diz respeito ao tipo de fermentação natural desenvolvido pelos sócios
ao longo do tempo. “Desenvolvemos uma técnica que alimenta o fermento de forma
a não deixar o pão tão azedo. Como resultado, temos pães de fermentação natural
saudáveis, sem química e sem conservantes, mas que não têm o sabor azedo tão
marcante se comparado ao das receitas mais tradicionais. Porém, se trata do
mesmo processo de fermentação”, explica Ricardo. Contudo, para quem gosta dos
pães com sabor mais forte, a Brød terá versões com essa característica.

 

Benefícios

Uma
das maiores vantagens dos pães de fermentação natural é a fermentação que
acontece fora do organismo de quem consome. Sua fermentação prolongada faz com
que o fermento natural se alimente do glúten e assim o resultado é um pão com
quantidade menor deste composto de proteínas, uma vez que parte dele já foi
parcialmente digerida pelo fermento natural. “Costumamos dizer que o pão já
fermentou fora da barriga. Como resultado direto, não se tem o inchaço e
mal-estar que muitas pessoas experimentam ao comer um pão tradicional. Além
disso, não tem conservantes, umectantes e a maioria dos pães é vegana, já que a
receita não leva leite e nem ovos, apenas trigo, água, sal e fermento. Sabemos
até mesmo que, quem está evitando o consumo de glúten, encontra no pão de
fermentação natural uma opção mais saudável do que os pães tradicionais sem
glúten, dado o intenso processamento e uso de aditivos químicos nessas
versões”, explica o chef boulanger. Todo o interesse de Ricardo na panificação
de fermentação natural o levou a desenvolver uma série de técnicas. Uma delas
deu origem ao panetone da Brød, que promete encantar.

 

Cardápio
e cafés com torrefação exclusiva

Além
dos pães, a Brød contará com um cardápio completo de café e lanches, assinado
por uma Chef de Cozinha. A ideia, seguindo a inspiração do negócio, é brincar
com a culinária nórdica sem, entretanto, focar absolutamente nela. No menu, o
pão é a estrela principal, estando presente em todos os pratos. Nas vitrines,
haverá, diariamente, ao menos 20 opções de pães de fermentação natural, além de
doces tradicionais e com releituras próprias.

Clientes
da Brød poderão degustar de um blend exclusivo, com frescor único e sabor
incomparável. Com grãos cultivados no norte do Paraná, quase fronteira com São
Paulo, o café terá a assinatura da barista e mestre de torras Claudia Bentlin,
parceira de longa data da Santo Pane. Os cafés também serão harmonizados com o
cardápio da Brød, através de um trabalho refinado e aos cuidados de Fábio, que
também se especializou na área, de modo a garantir as melhores sugestões de
combinações.

Cursos

Futuramente,
a Brød pretende oferecer cursos na área de panificação e confeitaria, em uma
cozinha própria para essa finalidade, com capacidade para 21 pessoas, dentro da
panificadora. “Queremos oferecer cursos completos e mais prolongados, bem como
os mais rápidos, feitos em apenas um final de semana, e os infantis. Essa ideia
de ofertar cursos de panificação para crianças vem pela demanda que já sentimos
na Santo Pane, uma vez que há muitos pequenos que querem passar um dia na
padaria. Então, também teremos uma estrutura especialmente pensada para eles,
com toda a segurança e recursos necessários”, conta Ricardo. Segundo ele, na
região sul do país não há cursos que sejam tão específicos em pães e técnicas
para o público interessado no assunto. O objetivo, então, é se tornar
referência na área para cursos e técnicas diversificadas de panificação em
Curitiba.

Brød
Farm

Abraçando
o conceito de Slow Food, a Brød Farm trará produtos feitos na chácara dos
sócios, localizada à beira do Rio Passaúna, preparados a partir de cultivos
especiais que levam em conta, para se ter uma ideia, até a lua do dia da
colheita. Tudo isso, sem agrotóxicos e com muita história por trás, que será,
inclusive, contada ao cliente. Ou seja, quem saborear uma sopa de mandioca, por
exemplo, saberá exatamente a origem dos insumos e todo o processo de cultivo,
colheita e preparo. Tudo isso iniciou de forma muito natural entre os sócios,
ganhou corpo para atender a Santo Pane e estará disponível, com um cardápio
variado, na Brød.

 

Serviço:

Brod
Bakery Curitiba – Padaria Artesanal

Abertura: 21
de outubro de 2021;

Endereço: Rua
Padre Ladislau Kula, 800;

Horário
de funcionamento:
 das 8h às 20h, de terça
a domingo;

Instagram: @brodbakerycuritiba

via assessoria


 

 

 



Source link

FONTE:

Link Fonte
Autor: Recomendadíssimo
Dominio fonte: www.imprensagourmet.com.br
2021-10-21 13:30:00
Data – 2021-10-21 13:30:00

[BL]games, PS2, PS3, Nintendo, Wii, iPod[/BL]

Compare Preços de: games, PS2, PS3, Nintendo, Wii, iPod no Buscapé.