Há quem diga que o mundo está indo dessa para pior. Diversas catástrofes naturais comprovam essa afirmativa. Mas será que o planeta Terra realmente está rumando para o fim, como alguns argumentam?

Seja qual for a resposta exata para essa pergunta, é certo afirmar que diversas catástrofes naturais já assolaram o nosso planeta. Alguns desses eventos deixaram centenas de milhares de mortos, enquanto outros (os mais graves) ceifaram a vida de milhões de pessoas.

Para traçar uma linha histórica desses eventos cataclísmicos, listamos as catástrofes naturais mais mortais que já assolaram o nosso planeta. Além de indicar o ano da ocorrência, também revelamos onde ela ocorreu e número de mortos que o evento deixou.

Erupção em Pompeia

As catástrofes naturais que mais mataram

  • Quando ocorreu: ano 79
  • Onde ocorreu: Pompeia, Itália
  • Estimativa de mortos: 18 mil

Em 24 de agosto de 79 d.C. o Monte Vesúvio entrou em erupção dizimando a cidade e o povo de Pompeia. A cidade tinha aproximadamente 20 mil habitantes. Pouco tempo após a erupção do Monte Vesúvio praticamente 80% da população havia morrido, ou seja, aproximadamente 18 mil habitantes.

Após a redescoberta de Pompeia no século 18, a região foi escavada por arqueólogos, e dentre várias construções e objetos encontrados o que mais os chocou foram os corpos petrificados dos habitantes da cidade fantasma.

Seus habitantes não sabiam o porquê dos terremotos, mas hoje nós sabemos: o choque foi o resultado de uma pluma de magma subindo sob o Monte Vesúvio. Durante os anos anteriores à erupção, Pompéia foi afetada por pequenos terremotos com bastante frequência. O Vesúvio estava prestes a acordar e dizimar a população da cidade.

Furacão no Caribe

As catástrofes naturais que mais mataram

  • Quando ocorreu: ano 1780
  • Onde ocorreu: Caribe
  • Estimativa de mortos: 27 mil

Também conhecido como Furacão São Calisto, quando essa catástrofe passou pelo Caribe a Escala Saffir-Simpson (que mede a intensidade dos furacões) ainda não havia sido criada. Tampouco existiam todos os equipamentos dos quais dispomos hoje em dia para a coleta de dados científicos da tempestade, portanto, não sabemos exatamente qual era a força dos ventos desse monumental evento meteorológico.

Em 1780, os EUA e a Grã-Bretanha estavam batalhando pela Guerra de Independência dos Estados Unidos, e havia vários navios dos dois lados espalhados pelo Caribe. Entre soldados britânicos, norte-americanos e habitantes das ilhas caribenhas, o número de mortes provocadas pela passagem do furacão foi de 27 mil pessoas.

Erupção na Indonésia

As catástrofes naturais que mais mataram

  • Quando ocorreu: ano 1883
  • Onde ocorreu: Indonésia
  • Estimativa de mortos: 35 mil

No dia 26 de agosto de 1883 aconteceu aquela que terá sido a segunda erupção vulcânica mais fatal da História e a sexta maior erupção do mundo. A erupção do vulcão Krakatoa mudou toda a geografia local, baixou a temperatura global mais de um grau e deixou a Terra meio às escuras (com mudanças no nascer e pôr do Sol) durante 18 meses, modificando a vida do planeta.

Quando explodiu, o vulcão não parou de cuspir lava e pedras durante um dia fazendo mais de 35 mil mortos, segundo o Programa Global de Vulcanismo do Instituto Smithsonian. Outras pequenas explosões foram sentidas durante quase todo o ano, causando ainda mais vítimas.

Tsunami em Lisboa, Portugal

As catástrofes naturais que mais mataram

  • Quando ocorreu: ano 1755
  • Onde ocorreu: Portugal
  • Estimativa de mortos: 100 mil

Em 1º de novembro de 1755, a cidade de Lisboa, em Portugal, foi atingida por um terremoto de grandes dimensões. A destruição da cidade foi quase que completa e a reconstrução levou vários séculos.

A Lisboa do século XVIII era uma cidade com ares de cidade medieval, cheio de ruas pequenas, sinuosas e sujas. O terremoto que a atingiu em 1755 ocorreu em 1º de novembro, em uma manhã ensolarada. Os relatos contam que, por volta das 9h30, a cidade foi sacudida por um terremoto de grandes proporções.

O efeito do terremoto em uma cidade nessa condição foi devastador, e os relatos contam que os tremores se estenderam por até sete minutos, embora existam relatos que sugerem que podem ter se estendido por 15 minutos. O epicentro desse terremoto estava cerca de 200 km a 300 km de Lisboa, mais precisamente a sudoeste de Portugal continental, no meio do Oceano Atlântico. Os especialistas da área, ainda hoje, não conseguem precisar com exatidão o epicentro desse terremoto, que deixou cerca de 100 mil mortos.

Terremoto em Aleppo, na Síria

As catástrofes naturais que mais mataram

  • Quando ocorreu: ano 1138
  • Onde ocorreu: Síria
  • Estimativa de mortos: 230 mil

O terremoto de Aleppo foi uma catástrofe ocorrida no dia 11 de outubro de 1138 no norte da Síria. Foi precedido por um terremoto menor no dia 10. Com a estimativa de 230 mil mortos, é frequentemente listado como o terceiro terremoto mais mortal da história.

Naquela época, Aleppo era uma das mais importantes cidades da região, atrás apenas de Constantinopla e do Cairo. Com esse terremoto em 1138, a cidade sofreu um grande abalo econômico, principalmente por causa da sequência de novos terremotos que ocorreram entre junho de 1139 até maio de 1159 e que dificultaram o trabalho da sua recuperação.

Terremoto de Antioquia, na Turquia

As catástrofes naturais que mais mataram

  • Quando ocorreu: ano 526
  • Onde ocorreu: Turquia
  • Estimativa de mortos: 250 e 300 mil mortos

O desastre em Antioquia ocorreu durante a primavera de meados de 526 d.C. A data exata é estimada entre os dias 20 e 29 de maio. O forte terremoto atingiu a Síria e Antioquia, uma cidade que ficava localizada perto do que é hoje a moderna Antakya, na Turquia. Cerca de 250 mil a 300 mil pessoas morreram em consequência do sismo, de acordo com os escritos históricos. Após o terremoto, um grande incêndio destruiu a maior parte dos edifícios que o desastre havia poupado.

Terremoto de Haiyuan, na China

As catástrofes naturais que mais mataram

  • Quando ocorreu: ano 1920
  • Onde ocorreu: China
  • Estimativa de mortos: 270 mil

O terremoto de 8,5 graus de magnitude atingiu a área do condado de Haiyuan, na província de Ningxia, na China, no dia 16 de dezembro de 1920. O abalo também é conhecido como “Terremoto de Gansu” porque a região da Ningxia era uma parte da província de Gansu na época. O desastre causou a morte de aproximadamente 270 mil pessoas, de acordo com o Catálogo de Danos por Terremotos no Mundo, que é mantido pelo Instituto Internacional de Sismologia e Engenharia Sísmica do Japão.

Tsunami na Indonésia, costa oeste da Sumatra

As catástrofes naturais que mais mataram

  • Quando ocorreu: ano 2004
  • Onde ocorreu: costa oeste da Sumatra, na Indonésia
  • Estimativa de mortos: 280 mil

Em dezembro de 2004, um terremoto de magnitude 9,1 na costa da província indonésia de Aceh desencadeou um tsunami no oceano Índico, que causou a morte de cerca de 280 mil pessoas na Indonésia, Sri Lanka, Índia, Tailândia e outros nove países.

Após o tsunami, 2 milhões de indonésios ficaram sem abrigo e 500 mil construções foram destruídas. O prejuízo à época foi avaliado em cerca de US$ 10,7 bilhões. No Sri Lanka, onde até 35 mil foram mortos, os custos chegaram a 1,5 bilhão de dólares enquanto a Índia teve 2,6 bilhões de dólares em danos.

Ciclone de Calcutá, Índia

As catástrofes naturais que mais mataram

  • Quando ocorreu: ano 1737
  • Onde ocorreu: Calcutá, Índia
  • Estimativa de mortos: 300 mil

Esse fenômeno meteorológico foi descrito na época como “um dos desastres naturais mais mortais de todos os tempos”. Ele atingiu o continente asiático em 11 de outubro de 1737, no delta do Rio Ganges, causando uma onda de 10 a 13 metros de altura.

Há relatos de índices pluviométricos subindo cerca de 381 mm num período de seis horas. O ciclone circulou por cerca de 330 km sobre o continente antes de se dissipar. Estima-se que cerca de 300 mil pessoas morreram por conta desse ciclone.

Ciclone de Andhra Pradesh, na Índia

As catástrofes naturais que mais mataram

  • Quando ocorreu: ano 1839
  • Onde ocorreu: Andhra Pradesh, Índia
  • Estimativa de mortos: 300 mil

No dia 25 de novembro de 1839, a aldeia portuária de Coringa, localizado no estado de Andhra Pradesh, na Índia foi atingida por um forte ciclone que ficou conhecido como o “Ciclone da Índia”. O ciclone provocou uma onda de 40 metros, que destruiu grande parte da vila e a maioria dos navios perto da área.

Aproximadamente 20 mil pessoas morreram afogadas no mar. Um total estimado de 300 mil pessoas perderam a vida em razão deste ciclone.

Ciclone de Bhola, na Índia

As catástrofes naturais que mais mataram

  • Quando ocorreu: ano 1970
  • Onde ocorreu: Índia
  • Estimativa de mortos: 500 mil

No ano de 1970, o Ciclone de Bhola devastou o Paquistão Oriental, que atualmente é chamado Bangladesh. Esse foi um ciclone tropical ocorrido no dia 12 do mês de novembro. Nessa tragédia, morreram aproximadamente 500 mil pessoas por causa da maré que juntou com a tempestade e inundou ilhas que possuem pouca altitude na região.

O Ciclone de Bhola foi o sexto que aconteceu nas temporadas de ciclone no oceano Índico e foi também o de maior intensidade, chegando a ser compatível com um furacão de categoria três. Ele se formou no Golfo de Bengala no dia 8 do mesmo mês e foi para o norte alcançando velocidades de 185 km/h. O ciclone acabou com ilhas bem próximas da costa e destruiu muitas vilas e plantações de toda a região. Os locais mais afetados foram as cidades de Thana e de Tazumuddin, sendo que 45% por cento da população dessas cidades morreram.

Terremoto de Tangshan, na China

As catástrofes naturais que mais mataram

  • Quando ocorreu: ano 1976
  • Onde ocorreu: China
  • Estimativa de mortos: 650 mil

No dia 28 de julho de 1976, a cidade de Tangshan, na província de Hebei, norte da China foi arrasada por um terremoto com poder de destruição 400 vezes superior ao da bomba atômica que fez sucumbir a cidade japonesa de Hiroshima durante a Segunda Guerra Mundial, em 1945.

O tremor, que alcançou 8 graus na escala Richter, teria provocado a morte de 650 000 pessoas, mas, segundo o governo chinês, as vítimas fatais somaram 242 000 – ainda assim, um recorde entre os terremotos ocorridos no século 20. Devido à censura imposta pelo regime comunista, os próprios chineses ignoravam completamente o terremoto e só tomaram conhecimento da tragédia depois que ela foi noticiada pela imprensa internacional.

Terremoto de Shaanxi, na China

As catástrofes naturais que mais mataram

  • Quando ocorreu: ano 1556
  • Onde ocorreu: China
  • Estimativa de mortos: 830 mil

O terremoto de Shaanxi aconteceu no ano de 1556 na China matando cerca de 830 mil pessoas. Ele é considerado o pior terremoto já visto em todos os tempos. O tremor aconteceu no dia 23 de janeiro na parte da manhã e atingiu mais de noventa e sete municípios que faziam parte das províncias de Anhui, Shaanxi, Jiangsu, Shandong, Shanxi, Hebei, Henan, Hubei, Gansu e Hunan.

Uma área de 840 km foi totalmente destruída e alguns locais tiveram mais de 60% da população morta por conta dos tremores. Locais com uma quantidade muito grande de pessoas foi atingido e isso ocasionou muitas mortes.

O terremoto iniciou no rio Wei Valley que fica na província de Shaanxi que fica próxima as cidades Huayin, Weinan e Huaxian tendo essa última edifícios e muitas casas demolidas. Com isso, muito mais da metade de sua população morreu na destruição. Fendas de aproximadamente 20 metros de diâmetro foram abertas em alguns locais e todas muito profundas. Juntamente com o terremoto, muitos deslizamentos de terra aconteceram e isso ocasionou ainda mais mortes.

Inundação do Rio Amarelo, China

As catástrofes naturais que mais mataram

  • Quando ocorreu: ano 1887
  • Onde ocorreu: China
  • Estimativa de mortos: 900 mil e 2 milhões

Não é raro o Rio Amarelo, na China, sofrer enchentes. Por séculos, os fazendeiros que vivem às margens do rio construíram diques para conter as inundações. Em 1887, dias de chuva incessante subiram o nível da água acima da capacidade de contenção dos diques causando uma enorme enchente que devastou a área matando entre 900 mil a 2 milhões de pessoas.

Até hoje a região ainda sofre com enchentes constantes, mas o governo já consegue estimar quando as cheias vão acontecer. Além disso, a população está mais atenta e hoje não se instalam tão próximas ao leito do rio.

Seca na Índia

As catástrofes naturais que mais mataram

  • Quando ocorreu: ano 1900
  • Onde ocorreu: Índia
  • Estimativa de mortos: 3,25 milhões

As secas na Índia são relativamente comuns desde o século 18. Embora seja um país banhado pelo oceano, há muitos desertos e a região sofre por conta do clima seco durante boa parte do ano. A maior dessas tragédias aconteceu no ano 1900, no norte do país. Estima-se que tenham morrido até 3,25 milhões de cidadãos indianos devido a seca que afetou a região.

Grandes Inundações de 31, na China

As catástrofes naturais que mais mataram

  • Quando ocorreu: ano 1931
  • Onde ocorreu: China
  • Estimativa de mortos: 1 a 4 milhões

A inundação do Rio Amarelo em 1887 foi devastadora, mas não se comparou às grandes inundações do ano de 1931. Esse é considerado o maior desastre natural do século XX. Cinquenta milhões de pessoas foram afetadas quando os três maiores rios da China se combinaram em uma enchente de proporções inimagináveis. A estimativa é de que 4 milhões de pessoas morreram.

As planícies da China Central estavam se recuperando de dois anos de seca quando o inverno de 1930 trouxe fortes nevascas por toda a região até o Tibete. O degelo da primavera chegou com chuvas fortes que culminaram em não menos do que sete grandes ciclones somente durante julho, sendo a média de dois ao ano. Até mesmo depois que o pior passou, o desastre aumentou à medida que a região era dominada por doenças e fome.

Fonte 12 e 3

Link deste artigo: As 16 catástrofes naturais que mais mataram no mundo

[BL]DVD, MP3, LCD, Plasma, HDTV, Home Theater [/BL]

Compare Preços de: DVD, MP3, LCD, Plasma, HDTV, Home Theater no Buscapé.

Compartilhar