“Após tomar o gol, acredito que a gente conseguiu equilibrar a partida”, afirma Rodrigo Santana após derrota do Coritiba

0
14


Rodrigo Santana. (Divulgação/Coritiba)

Coritiba foi derrotado pelo Flamengo por 3 a 1 neste sábado (21) no Maracanã e colocou o esquema de jogo escolhido pelo técnico Rodrigo Santana em xeque. Retornando a equipe após se recuperar da Covid-19, o treinador Coxa-branca optou por mudar de um 4-4-2 para um 3-5-2, utilizando três zagueiros e formando uma linha defensiva para teoricamente segurar o ataque do Flamengo.

O resultado não foi o esperado por Rodrigo Santana, que explicou a decisão. “Para esse jogo muito difícil aqui, a gente via que o Flamengo fazia uma linha de quatro na frente, e a gente tinha o Nathan Silva, que é um jogador que poderia tanto compor essa linha defensiva como também atuar como primeiro volante. A gente também está com um surto muito grande, com bastante desfalques e sempre fica muito difícil enfrentar um adversário como o Flamengo”, disse o treinador.

Ele ainda justificou que o fato de ter tomado o primeiro gol aos 2 minutos também fez a diferença para que o novo esquema não funcionasse como o esperado. “Acredito que tomamos um gol muito cedo, devido a uma bobeira nossa, alçamos uma bola na área e no contra-ataque não matamos a jogada e tomamos o gol. Não vejo isso como um problema de sistema”, afirmou.

“Após tomar o gol, acredito que a gente conseguiu equilibrar a partida, conseguimos ter amplitude no jogo, tivemos mais um pouco de posse de bola e algumas bolas cruzaram a área do Flamengo também. Acho que o jogo foi equilibrado, um jogo franco, e a gente conseguiu anular os lados e Everton Ribeiro e Arrascaeta tiveram que atuar por dentro. Foi nesse momento que puxamos o Nathan para dentro, sendo eu a gente tinha três atletas vindo de Covid, e não dá para competir fisicamente”, analisou Rodrigo Santana.

Diante dos desfalques e problemas na partida, Rodrigo Santana vê como positiva uma única situação, justamente a que envolve o novo coronavírus. “O ponto positivo que eu tiro disso é que a gente acabou pegando a Covid no início do segundo turno, então acredito que ainda tem muita competição pela frente e algumas equipes também vão ter essa dificuldade. A gente espera ter todos à disposição, uma vez que quase todos pegaram a Covid”, concluiu o treinador.

O próximo compromisso do Coritiba é na quarta-feira (25), quando recebe o Corinthians no Couto Pereira, às 21h30 pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.



Source link

Deixe uma resposta