2021 terá mais de 45 eventos astronômicos


vincentiu-solomon-ln5drpv_ImI-unsplash
Foto: Divulgação/Unsplash

2021 terá chuva de Meteoros, superluas e eclipses. O calendário astronômico, prevê mais de 45 eventos astronômicos para este ano e de acordo com o professor e diretor do Parque da Ciência Newton Freire de Maia, Anisio Lasievicz, superluas, eclipses e chuvas de meteoros poderão ser vistos a olho nu no Paraná.

Este ano a lua terá destaque na astronomia, além de eclipses lunares, estão previstas 3 superluas, em que a lua além de ficar mais perto da terra, fica com um brilho de até 30% maior.

Os eventos que acontecem esse ano, não são raros e podem acontecer todos os anos, porém poderão acontecer eventos fora da previsão, como em 2020 em que passagem do cometa Neowise estava previsto para passar despercebido mas acabou se tornando um espectáculo.

Confira abaixo o calendário dos eventos astronômicos previstos para 2021:

JANEIRO: 

Dia 02 – Terra atinge seu periélio, menor distância em relação ao Sol – cerca de 149,6 milhões de quilômetros;

Dia 11 – Conjunção entre Lua e Vênus – alinhamento aparente dos dois astros do ponto de vista da Terra. Visível um pouco antes do Sol Nascer, por volta de 04h20;

Dia 21 – Aproximação entre Marte, Urano e a Lua, visível desde o anoitecer, até por volta de 00h00. Urano não é visível a olho nu facilmente, mas estará muito próximo a Marte neste dia;

FEVEREIRO

Dia 08 – Pico da Chuva de Meteoros Alfa Centaurídeas. Radiante (região de onde os meteoros aparentam vir) no lado esquerdo do Cruzeiro do Sul, na constelação de Centauro. Observável desde o início da noite até o amanhecer;

Dia 18 – Conjunção entre a Lua e Marte, visível desde o anoitecer até por volta de 23h00;

MARÇO

Dia 20 – Equinócio de Outono (para o hemisfério Sul), às 06h22. Início do Outono.

ABRIL

Dia 08 – Superlua. Acontece quando a Lua cheia ocorre nas proximidades do perigeu (ponto de sua órbita mais próximo à Terra), fazendo com que ela apareça até 14% maior e 30% mais brilhante.

MAIO

Dia 06 – Pico da Chuva de Meteoros Eta Aquarídeas, observável a partir das 02h00;

Dia 08 – Pico da Chuva de Meteoros Eta Liríades, observável a partir das 00h00;

Dia 26 – Superlua. Acontece quando a Lua cheia ocorre nas proximidades do perigeu (ponto de sua órbita mais próximo à Terra), fazendo com que ela apareça até 14% maior e 30% mais brilhante.

Dia 26 – Eclipse Penumbral da Lua, início às 05h47, até o nascer do Sol.

JUNHO

Dia 20 – Solstício de Inverno (para o Hemisfério Sul), às 00h16h.  Início do Inverno e dia (parte clara) mais curto do ano;

Dia 24 – Superlua. Acontece quando a Lua cheia ocorre nas proximidades do perigeu (ponto de sua órbita mais próximo à Terra), fazendo com que ela apareça até 14% maior e 30% mais brilhante.

JULHO

Dia 05 – Terra atinge o afélio, ponto de sua órbita mais distante do Sol às 19h27 (cerca de 152 milhões de quilômetros);

Dia 13 – Conjunção entre Vênus e Marte, visível no horizonte oeste a partir das 17h56 até por volta de 19h50;

Dia 24 – Conjunção entre a Lua e Saturno, visível desde 21h00 até o amanhecer;

Dia 25 – Conjunção entre a Lua e Júpiter, visível desde 21h00 até o amanhecer;

Dia 28 – Pico da Chuva de Meteoros Peixe Austral, observável desde às 20h00 até o amanhecer;

Dia 30 – Pico da Chuva de Meteoros Delta Aquarídeas, observável a partir de 20h00;

Dia 30 – Pico da Chuva de Meteoros Alfa Capricornídeas, observável durante toda a noite.

AGOSTO

Dia 02 – Saturno em oposição ao Sol. Quando o Sol se põe no horizonte oeste, o planeta Saturno nasce no lado leste. É a melhor data para observá-lo, pois também estará mais próximo da Terra, parecendo mais brilhante.

Dia 09 – Conjunção entre a Lua e Marte, visível das 18h30 às 19h20;

Dia 11 – Conjunção entre Lua e Vênus, visível entre 18h10 e 20h30;

Dia 19 – Júpiter em oposição. Quando o Sol se põe no horizonte oeste, o planeta Júpiter nasce no lado leste. É a melhor data para observá-lo, pois também estará mais próximo da Terra, parecendo mais brilhante.

Dia 20 – Conjunção entre a Lua e Saturno, visível desde o anoitecer até por volta de 05h00;

Dia 22 – Conjunção entre a Lua e Júpiter, visível desde o anoitecer até o amanhecer;

Dia 22 – Lua Azul – Quarta Lua Cheia de uma estação. No passado, cada Lua Cheia tinha o nome de algum fenômeno proeminente que acontecia naquele mês. Tradicionalmente, cada estação tinha três Luas cheias, mas, devido à diferença do ciclo Lunar e da translação da Terra ao redor do Sol, eventualmente uma estação tinha uma Lua cheia extra, chamada de Lua Azul.

SETEMBRO

Dia 08 – Conjunção entre Lua e Mercúrio, visível das 18h30 às 20h00;

Dia 16 – Conjunção entre a Lua e Saturno, visível desde o anoitecer até por volta de 03h00;

Dia 18 – Conjunção entre a Lua e Júpiter, visível desde o anoitecer até por volta de 04h00;

Dia 22 – Equinócio de Primavera às 16h06 (primeiro dia da Primavera para o hemisfério sul);

OUTUBRO

Dia 14 – Conjunção entre a Lua e Saturno, visível desde o anoitecer até por volta de 01h00;

Dia 15 – Conjunção entre a Lua e Júpiter, visível desde o anoitecer até por volta de 02h00;

Dia 21 – Pico da Chuva de Meteoros Orionídeas, observável a partir das 23h00 até o amanhecer;

Dia 29 – Vênus atinge sua maior altura em relação ao horizonte oeste, visível ao anoitecer no lado oeste.

NOVEMBRO

Dia 08 – Conjunção entre a Lua e Vênus, visível desde 19h00 até por volta de 22h00;

Dia 10 – Conjunção entre a Lua e Saturno, visível desde o anoitecer até por volta de 00h00;

Dia 11 – Conjunção entre a Lua e Júpiter, visível desde o anoitecer até por volta de 01h00;

Dia 19 – Eclipse Parcial da Lua, iniciando a fase penumbral às 03h02, seguida da fase parcial às 04h18, atingindo o máximo para o Paraná às 05h20, quando a Lua desaparecerá no horizonte oeste.

Dia 28 – Pico da Chuva de Meteoros Orionídeas, observável a partir das 20h00 até o amanhecer.

DEZEMBRO

Dia 06 – Conjunção entre a Lua e Vênus, visível desde 19h00 até por volta de 21h00;

Dia 07 – Vênus atinge o maior brilho em 2021 no horizonte oeste, visível no início da noite;

Dia 07 – Conjunção entre a Lua e Saturno, visível desde o anoitecer até por volta de 22h00;

Dia 09 – Conjunção entre a Lua e Júpiter, visível desde o anoitecer até por volta de 23h00;

Dia 14 – Pico da Chuva de Meteoros Geminídeas, observável desde 22h00 até 04h00;

Dia 21 – Solstício de Verão (primeiro dia do verão para hemisfério sul), às 12h45.



Source link

FONTE:

Link Fonte
Autor: Band News Curitiba – 96,3 FM
Dominio fonte: bandnewsfmcuritiba.com
2021-01-14 18:09:32
Data – 2021-01-14 18:09:32